MALUDA (1934-1999)

Nome Completo: Maria de Lurdes Ribeiro

Dados biográficos: Nasceu em Goa, em 1934.
Em 1948, já em Moçambique, começa a desenvolver o seu gosto pela pintura.
Estreia-se, em 1961, como retratista autodidacta, em Lourenço Marques.
Em 63, bolseira da Gulbenkian, em Lisboa, trabalha com o mestre Roberto de Araújo.
Entre 64 e 67, outra bolsa Gulbenkian, permite-lhe estudar na “Grande Chaumière”. Em Paris, convive com, Vieira da Silva, e Arpad, Cargaleiro, Dacosta, entre outros.
Em 67, volta para Lisboa.
“… Independente do mundo e da fortuna (…) Maluda não tinha “marchand” nem fazia exposições comerciais, e só na Fundação Gulbenkian, por obrigação de bolseira,(…) Pintando retratos ou ... paisagens, a régua e esquadro, Maluda trabalhava diariamente como um operário,- cedo levantada, e até pelas seis da tarde. (...) o serão, era dela e dos amigos...”, José-Augusto França, in prefácio do livro "Maluda".
“O espectáculo urbano voltou à arte contemporânea, após as décadas de radicalismo abstracto, geométrico ou expressionista. (...) Figurativa, a pintura de Maluda absorveu da essencialidade geométrica, a ordenação plástica ... Do abstraccionismo, reteve a exigência de um discurso anti-descritivo. A essência construtiva, o ascetismo lírico, (são) duas ... constantes nos quadros de Maluda, organizados numa depuração do naturalismo e da efusão sentimental: uma busca da clareza formal a que se conjuga o culto da claridade cromática.” in "A cidade e o silêncio", Fernando Pernes.
Morre em Lisboa em 1999.

Código QR do URL: http://vart.pt/maluda/

http://vart.pt/maluda/

Não tem um leitor de código QR?
Faça o download em scan.me.