CARNEIRO, CARLOS (1900-1971)

Dados biográficos: Nasceu no Porto, em 1900, filho de António Carneiro, numa família de artistas.
“Muito cedo mostrou aptidão para o desenho e para a ilustração. Em criança, criava caricaturas, ... e copiava obras de outros artistas (…).
(Cedo visita) Paris com regularidade, hábito que manteve (sempre), e do qual ficaram registos nos seus blocos de apontamentos.
Frequentou a Escola de Belas Artes do Porto, onde foi aluno do pai e de Marques de Oliveira e foi colega, entre outros, de Eduardo Malta e Henrique Medina “in, Antigos Estudantes Ilustres da U.P.
Em 1919, participou no Salão dos Humoristas, onde também apareceram, Almada, J. Barradas e E. Viana, entre outros. Em 24, fez a sua 1ª exposição individual, no Porto.
Como ilustrador colaborou em muitos jornais, revistas e com diversas editoras.
“Exprimindo-se pictoricamente numa linguagem sensorial, de lirismo íntimo, próxima do impressionismo francês ... produziu uma obra à margem de qualquer escola. Artista polivalente (...) afirmou-se especialmente como aguarelista de atmosferas íntimas ou de paisagens urbanas, atingindo na série Catedrais (últimos trabalhos) a sua máxima expressividade, numa depuração na estrutura da construção e nas conjugações cromáticas”, in Matriznet, Instituto dos Museus e Conservação.
“Homem culto e viajado, Carlos Carneiro procurou conhecer a pintura de muitos artistas internacionais e, ao mesmo tempo, criar uma arte independente, que conciliou com outras actividades, como a crónica jornalística e a crítica de arte.”,in,Antigos Estudantes Ilustres da U.P.
Morreu no Porto, em 1971.

Código QR do URL: http://vart.pt/carneiro-carlos/

http://vart.pt/carneiro-carlos/

Não tem um leitor de código QR?
Faça o download em scan.me.