2. As cabeças em bronze de alguns notáveis da flul

Vários artistas

Temática: Alguns professores ilustres da Faculdade de Letras
Técnica: Esculturas em bronze sobre base de granito róseo
Data: Encomenda datada de 1959
Artistas:
Salvador Barata Feyo;
Martins Correia;
Euclides Vaz;
José Farinha;

Professor Manuel Oliveira Ramos

Manuel Maria de Oliveira Ramos nasceu em Santa Maria de Valega (Ovar) a 29 de Setembro de 1862 e morreu em Lisboa a 16 de Outubro de 1931.
 
© Maria João Arcanjo – Photography

Escultor: Salvador Barata Feyo (1899-1990)

Saber +

Prof. Oliveira Ramos - Dados biográficos

«Filho do grande jornalista portuense João de Oliveira Ramos – o «Pai Ramos» – soube honrar-lhe as tradições colaborando brilhantemente durante mais de meio século nos jornais de Lisboa e Porto.As suas aptidões eram múltiplas. Crítico de arte e profundo conhecedor de música, deixou dispersos nas colunas da Imprensa numerosos artigos de valor incontestável. Fez os seus estudos na Escola do Exército (1879), seguidamente na Universidade de Coimbra.(…)

Foi durante alguns anos professor do ensino secundário oficial. Quando, em face da reforma do Curso Superior de Letras (1904), foi posta a concurso uma cadeira do grupo de Ciências Históricas, o Dr. Oliveira Ramos concorreu demonstrando desde logo, pelas provas dadas, pela elegância da exposição, pela solidez dos conhecimentos exibidos e pela maneira como defendeu os seus pontos de vista, o seu autêntico valor. Durante 26 anos honrou a cátedra, como professor de História Geral e de História de Portugal (…)

Teve a desgraça de cegar, mas, nem por isso, deixou de preparar todos os dias as suas lições. Um aluno ou qualquer pessoa de família lia-lhe o livro necessário (…)»( 2 )

Professor Adolfo Coelho

Francisco Adolfo Coelho (1847-1919)

Escultor: Martins Correia (1910-1999)

Visitar Cotações em leilão Dados biográficos

Prof. Adolfo Coelho - Dados biográficos

«Professor de Filologia Comparada no Curso Superior de Letras, foi, além de notável filólogo e iniciador destes estudos em Portugal (com «A língua portuguesa», Lisboa, 1868), etnógrafo e pedagogista.»

Concebeu um plano geral do ensino público, pretendeu fundamentar a cultura portuguesa segundo a metodologia alemã, alicerçando-a, não nas ciências da natureza, como pretendia o positivismo, mas nas ciências do espírito.»

(…) Interessado pela educação popular, foi o organizador do primeiro e único Museu pedagógico em Portugal.»( 2 )

Professor Teófilo Braga

Joaquim Teófilo Fernandes Braga nasceu em Ponta Delgada em 1843 e morreu em Lisboa em 1924.
© Maria João Arcanjo – Photography

Escultor: Euclides Vaz (nasc.1916)

Cotações em leilão

Prof. Teófilo Braga - Dados biográficos

«Raro exemplo de força de vontade, lutou com pela conquista dum lugar que lhe permitisse prosseguir uma obra gigantesca e exercer no país ampla acção estimulante e renovadora.

Filho dum professor de liceu, órfão de mãe aos três anos, vítima, a partir dos 5 anos de uma cruel madrasta, a hora de libertação soou quando o pai, com sacrifício, lhe deu o necessário para, em Coimbra, frequentar a Universidade (1861). ”

Formou-se em Direito em 1867 e doutorou-se em 1868.

«Conquistou em 1872 o trunfo definitivo, ao ser aprovado no concurso para prof. de Literaturas Modernas do Curso Superior de Letras ».Publicou várias obras literárias desde 1859.

Foi Presidente da República em 1910 e 1915.( 2 )

Professor José Leite de Vasconcelos

José Leite de Vasconcelos nasceu em Ucanha, concelho de Tarouca em 1858 e morreu em Lisboa em 1941.
© Maria João Arcanjo – Photography

Escultor: António Duarte (1912-1998)

Saber + Cotações em leilão

Prof. José Leite de Vasconcelos - Dados biográficos

«Ainda que destituída de valia estética, é a sua obra verdadeiramente notável pela extensão e pela qualidade científica. Fruto de um insaciado anleo de saber e de um profundo amor das coisas portuguesas que , um e outro, não afrouxaram em cerca de sessenta anos de labor intenso, abarca ela sobretudo os domínios radiculares e auxiliares da historiografia, quais são a Filologia, a Etnografia, a Mitografia, a Arqueoogia, a Epigrafia, a Numismática, a própria História literária, etc. Daí centenas de publicações que trouxeram ao autor largo crédito internacional (…)» ( 2 )

Prof. David Lopes

Nasceu na Moita Fundeira a 17 de Abril de 1867 e morreu em Lisboa a 3 de Fevereiro de 1942.
© Maria João Arcanjo – Photography

Escultor: José Farinha (1912-1979)

Cotações em leilão

Prof. David Lopes - Dados biográficos

Arabista português estudou árabe em Paris entre 1889 e 1892.

Matriculou-se no Curso Superior de Letras em Lisboa em 1892 e formou-se em 1895.

Foi professor do Liceu Central de Lisboa (1896-1901) e desde 1901, do Curso Superior de Letras (em 1911 transformado em Faculdade de Letras) onde ensinou Língua e Literatura Francesa e Língua e Literatura Árabe. Interessou-se pelas coisas árabes devido às obras de Alexandre Herculano.

(…) A par de uma prestigiosa acção docente desenvolveu intensa actividade de investigador.»( 2 )

Bibliografia

  • 1. Os textos descritivos deste trabalho são citações ou adaptações do livro “A cidade do Saber – O património artístico nos edifícios de Pardal Monteiro para a Cidade Universitária de Lisboa (1934-1961)” de Ana Mehnert Pascoal, 1ª edição Março de 2012, Universidade de Lisboa. Agradecemos à autora a generosa autorização para os incluirmos neste trabalho;
  • 2. “Enciclopédia Verbo Luso-Brasileira da Cultura”, edição século XXI;
  • 3. “Dicionário de literatura”, Direcção de Jacinto do Prado Coelho, Livraria Figueirinhas, Porto, 1971


Continuar visita