BOTELHO, CARLOS (1899-1982)

Nome Completo: Carlos António Teixeira Bastos Nunes Botelho

Dados biográficos: Nasceu em Lisboa em 1899. Frequentou de 19 a 21 a ESBAL, que abandonou, desiludido com o tipo de ensino. De 28 a 50, trabalhou no semanário “Sempre Fixe”, onde praticou o grafismo, a ilustração e o desenho humorístico.
“Apesar da diversidade estilística … (a sua obra unifica-se), quase desde o primeiro momento, no amor pela paisagem que, em Botelho, coincide com a imagem, obsessivamente recriada, de Lisboa…” R.H.S., in, Panorama da Arte Portuguesa no sec.XX, ed. de Serralves.
Em 29, viaja a Paris onde frequenta museus e academias livres.
“Autodidacta como quase todos os modernistas portugueses … foi marcado pela breve estada em Paris...onde descobriu a pintura moderna e sobretudo Van Gogh…” R.H.S.,id Expôs no país, e no estrangeiro .Foi distinguido com vários prémios, (Grand Prix,Paris, em 37, Prémio Sousa Cardoso,em 38, 1º prémio S. Francisco,em 39, Prémio Columbano, em 40). Participou em muitos eventos, promovidos por António Ferro, através do SPN e depois do SNI.
“Em 48, integra a equipa de artistas-decoradores do Museu de Arte Popular …, para onde executa o mural da “Sala das Beiras.” IMC
Desenvolveu ainda, trabalhos em azulejo, gravura, cartões de tapeçaria e projectos cenográficos.
“A formação musical que teve na infância e a prática do violino, que nunca abandonou, devem ser consideradas na particularidade da sua poética, desenvolvida como um conjunto de variações tímbricas, tonais e compositivas, espécie de componentes orquestradas de uma mesma partitura.” Raquel H. S., in, Panorama da Arte Portuguesa no sec. XX, ed. de Serralves.
Morreu em Lisboa, em 82.

Código QR do URL: http://vart.pt/botelho-carlos/

http://vart.pt/botelho-carlos/

Não tem um leitor de código QR?
Faça o download em scan.me.